expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Esperança

(...) Mas o que ela queria era se libertar de todos os seus erros , mas sozinha não conseguia, 
na verdade eu não sabia o que ela queria .
As palavras não sai da sua boca , como se ... Alguém segurasse tudo o que ela tinha para dizer, tentei  aproximar, mas algo sempre deixava eu e ela separadas.
Como uma linha do limite , ou do fim.
Ao redor dela , seu lado '' direito '' estava o teu rancor e seus arrependimentos que sempre guardo no teu coração.
Mas do outro lado à ESPERANÇA era maior que seus SENTIMENTOS.
As lagrimas percorriam o teu rosto como demostração do seu sofrimento 
e ao mesmo tempo a menina que havia esquecido o caminho de casa na esperança de fugir de tudo e de todos , ficava do lado daquela árvore na esperança que alguém à achasse. 
Direcionei a minha mão a ela para leva-la, 
as tuas mãos eram frias como se nunca tivesse sentindo o calor do ser humano
ao me virar veio um vento entre nós, e aquela que estava ao meu lado não estava mas...
Era apenas isso que ela queria
QUE ALGUÉM LEMBRASSE DA SUA EXISTÊNCIA , QUE ALGUÉM TIRASSE ELA DAQUELE MUNDO , ERA APENAS O TEU ÚNICO DESEJO ...
O desejo daquela menina que havia sido esquecida, há muito tempo naquele mundo 
Mas como poderei esquecer alguém que carrego sempre ao teu lado a esperança que nunca se 'apagou'.





(...) Nunca houve fim, apenas o inicio de uma nova historia (...)

___ Ingrid  Cristina 

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...